sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Infância


Vou sentir falta da minha infância.
Pois tudo que sei enquanto eu sou criança,
Por isso vou aproveitar muito
Minha infância.

Eu sou criança sei que eu posso vencer,
Uma coisa sei, vou crescer.
Não há nada mais triste do que ver uma criança
Perder toda a sua infância.

Infância, vou sentir saudades.
Eu vou passar por várias fases,
Mas nunca vou esquecer,
Das histórias que vou ter.

Que bom que ainda não a abandonei,
Pois vou ficar muito triste,
Mas sempre vou dizer que gostei
Por que tive uma bela infância.

Por Karen Evellyn Araújo Albuquerque

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Lindo


Lindo?

O que é lindo?

Lindo é uma brisa no mar

Um perfume no ar.

Lindo é uma criança a sonhar

Uma estrela a brilhar,

Lindo é o amor de Deus

Que reina para sempre em seu brilhar.

Lindo é a natureza

Uma flor com a sua beleza,

Que sempre tem o perfume

Que nunca perde sua delicadeza.

Lindo é o ato daquelas pessoas

Que sempre tem oferecer,

Que em todas as horas tem o que fazer.

E você?


Por Karen Evellyn Araújo Albuquerque

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Vencendo Desafios


O meu clube é Vencendo Desafios,

Que sempre é fiel ao nosso Deus,

E sempre vencemos desafios,

E agradecemos tudo que Deus nos deu.

Estamos sempre lutando

E sempre ganhando,

E com a nossa vitória

Damos glória a Deus.

Se a gente perder

Não temos com o quê nos aborrecer,

Mas estamos sempre guerreando,

Tentando sempre vencer.

Vencendo Desafios!

É o nosso clube sim!

Não vou mudar nunca

Porque é amor sem fim.

Sou desbravadora

E assumo até o fim,

Por que amo o meu clube

E sou guerreira sim.

Vencendo Desafios,

Esse nome tem poder,

Tudo posso Naquele que me fortalece,

E a gente vai vencer!

C.D.V.D.!


Por Karen Evellyn Araújo Albuquerque


O sol e a Lua


O sol brilha de dia
fica lindo lá em cima,
depois que ele se pôr,
ele faz um favor,
Deixa a lua para brilhar!
A lua é menor que o sol
fica que nem um girassol ,
pequenino lá no ar,
com todas as estrelinhas
a brilhar!
E com todas essas rimas
eu chego lá!

Por Karen Evellyn Araújo Albuquerque

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Primeiras Poesias


Minhas primeiras poesias

São um orgulho para mim,

Pois foram sempre inocentes

E poderosas assim:

Poesia limpas e bem construídas,

Que sempre são escritas

De lápis de tinta.

As primeiras palavras eram produzidas.

Tenho orgulho? Tenho sim!

Pois tenho sangue poético

Sempre fervendo dentro de mim

Deus foi quem me ajudou,

Nas palavras feitas por mim.

Minhas poesias foram poucas,

Mas sempre as tenho no coração

Pois mesmo sendo poucas,

Elas são minha paixão.

Por Karen Evellyn Araújo Albuquerque


Premiação especial da FLIBO (Feira Literária de Boqueirão)